Templates da Lua - Rafael Ramos

EU

Este sou EU

Meu perfil

http://twitter.com/fabioggouvea

Prazer (pra todos nós!) Meu nome é Fabio Gouvêa, sou estudante de Arquitetura, nasci em 1988, moro no interior de SP, São José dos Campos.
Desde menor gosto de escrever, aos 14 anos escrevi um livro, já plantei uma árvore, só me falta um filho! Tenho gostos variados, por isso de um blog de variedades, curto muito pensamentos, reflexões e filosofias, por isso às vezes escrevo textos desse sentido.
Não gosto de rótulos e creio que por ter uma personalidade bem forte decidi criar o blog, afinal de contas, sou adepto à livre expressão e a divergência de opiniões. Não, eu não sou o dono da verdade! Mostre-me a sua, e se for capaz, me convença! Ponto de Vista Blog

Top30 Brasil - Vote neste site!

Histórico

    + veja mais

    Votação

    Dê uma nota para meu blog

    Outros Sites

    Ler por RSS

    XML/RSS Feed
    O que é isto?

    Indique este blog!

    Leia este blog no seu celular

    Visitante Número

    Link-nos

    Ponto de vista

    Top30 Brasil - Vote neste site!

    16/12/2008

    Fim de Ano

    Com a Proximidade do final de ano

    Estamos bem próximos do Natal, e o 2009 já vem dar o ar de sua graça.

     

    Poderia por pra tocar a musica da Simoni te perguntando o que você fez e blábláblá. Hora de fazer um balanço geral, ver o que aconteceu no ano todo, quem sabe rolar uma retrospectiva e após a soma ver o resultado de tudo isso: o saldo.

     

    Tenho em mente um plano cartesiano com saldo de pelo menos os últimos anos da minha vida, desde que conquistei minha independência. O legal é que ano após ano, sinto que o saldo é sempre positivo e que a parábola parece não parar de subir, bom é que não enfrentei crises com direito a recessão e tudo mais! Geralmente o aumento com relação aos outros anos é sempre significativo.

     

    Dentre conquistas e realizações tive um ano muito bom, com uma curva de nível não tão acentuada como de 2007/2008, mas sem déficit, que é o que importa! Fizeram grande parte de tudo isso muitos amigos, o trabalho (acreditem! Trabalhar é bom!! Tive muitas realizações profissionais esse ano), a faculdade e etc etc.

     

    Foi um ano bem conturbado, com muitas coisas novas, tive que aprender coisas na marra, acho que isso foi o "x" que pesou para não entrar em déficit. Errei bastante, mas o legal de tudo é quando agente consegue enxergar que de uma forma ou de outra, passa a se policiar mais. Cresci muito, meus horizontes se ampliaram e mudei bastante, já não me comparo comigo de um ano atrás. Aprendi que na vida devemos ser mais tolerantes, já não me preocupo com o que pensam de mim, sobre calúnias eu não me importo, quem pensa de mim o que quer é porque não me conhece e dá ouvidos a quem não me quer bem logo, não merece meus fios de cabelo brancos (acreditem, alguns insistem em dar o "ar da graça" e não são poucos!)

     

    Que caminhemos todos ao melhor desenvolvimento da espécie, à melhora das relações sociais e ao amor mútuo. Que saibamos que o perdão é a melhor das sensações, que a violência só gera violência e que os amigos são o tesouro mais precioso, que mesmo distantes estão sempre perto de nós. O que importa são as lembranças, mesmo que somente você se lembre.

     

    Enfim, dentre conquistas e tudo mais, estamos aí! Que venha 2009 e que seja cheio de alegria porque o fim está próximo!!

     


    Escrito por Fabio Gouvêa às 16:01
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    11/12/2008

    Dia do Arquiteto!

     Dia do Arquiteto!

    Depois de dias turbulentos, corre-corre, aproxima-se o fim de ano, e com ele: agenda toda apertada, como sempre, só para não perdermos o costume. É assim com todo mundo, eu aposto!!

     

    Contudo, graças ao bom Deus os dias bons também chegam. Terça-feira pude compartilhar alegria com as crianças de um orfanato da cidade, dar a elas um pouco de amor, mostrar a elas que a vida é dura mesmo com agente, mas que sempre vale a pena um sorriso e um abraço!

     

    São coisas mágicas: o sorriso e o abraço. Vale a pena, e não custa nada!!

     

    Me encantei com elas, me emocionei a cada abraço apertado que me davam, e olhavam para cima quando iam falar com o "tio" aqui. São sensações que jamais vou esquecer. Eu tenho tudo, e eles só precisam de um abraço, só precisavam que eu dissesse que o nome deles era bonito, que o vestidinho era legal, ou quem sabe, ajudar àqueles que não conseguiam cortar o bife!

     

    Foi pesado, foi bonito, não vou me esquecer do ônibus deles indo embora, todos na janela acenando e agradecendo energicamente pelo par de sapatos, conjunto de roupa, o brinquedinho e as guloseimas que conseguimos dar a eles. E nós não contentes, reclamamos por tudo!

     

    Levei um tombo, e eles me ensinaram a não reclamar, a não pensar nas coisas tristes, e lembrar somente daquilo que nos faz feliz. Sabia que a semana pesada que tive não ia ser por acaso! O que são os pneus do meu carro para quem não tem uma família? Carinho? Não tem uma meia? E fica extremamente feliz com isso!

     

    Doe carinho, doe amor, que não sejamos mesquinhos de demonstrações de afeto!

     

    Enfim, hoje eu ia falar sobre o dia do arquiteto! Vou postar o vídeo, vejam! É exatamente o que passamos! A todos os amigos estudantes: venceremos porque somos doidos, porque somos poucos, mas nos amamos!!

     

    Venceremos porque somos o curso mais unido que existe, porque formamos uma família, porque ligamos uns pros outros 4h da manhã pra saber qual é o tamanho do pé direito de um projeto, e sabemos que o outro estará acordado pra nos ajudar!!

     

    Enfim, ser estudante de arquitetura é exatamente como retrata o vídeo abaixo, não deixem de conferir!!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 15:56
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    04/12/2008

    Merda Pouca!

    Merda pouca? Bobagem!

    Caríssimos leitores, o assunto de hoje é merda. Perdoem a falta de classe com a qual abordo o assunto, mas diga-se de passagem, merda é merda e não vamos enrolar!

     

    Em outrora já escrevi sobre as Leis de Murphy, mas nem ele sabia que merda pouca era bobagem. Tentei entender essa semana o contexto e o entorno em que eu estava inserido para saber o porque de tanta merda junta! Apesar de minha perspicaz inteligência, não obtive sucesso nesse processo!

    Enfim, também dizem que depois da tempestade vem a Bonanza  (do casteliano, em português bonança) e de fato ela vem!

    Depois de uma semana bem atribulada ela chegou pra mim! Depois de ter os dois pneus do meu carro furados em uma única semana - dias alternados - provas maçantes, entrega de trabalhos gigantescos, problemas de percurso, stress agudo, 4 noites sem dormir e mais problemas fuscalísticos (prov. de Fusca) acordar 9h30 da manhã quando seu expediente se inicia as 8h.

    Deu pra sentir? Não! Não deu meesmo!! Enfim, hoje, apesar de ter acordado um pouquinho atrasado me sinto novo, é ultimo dia de provas e o pessoal da facu já combinou o "beber cair e levantar" para comemorar as tão esperadas Férias!

    Cheguei a pensar que essa semana eu seria o primeiro Ser Humano que fosse presenciar um caso de vaca voadora, em que ela pousasse sobre minha cabeça e depositasse seus restos fecais! Ainda não me ocorreu!

    Pois eu vou! Digo, nós vamos! Acho que merda pouca é bobagem, logo, depois de muita merda a galera vai fazer muita farra e as férias estão só começando!!

    O conselho de hoje aos queridos leitores é não deixar-se entibiar com as merdas que surgem no percurso, visto que quando vem, é uma atrás da outra!

    O bom de tudo isso é que com tanta merda, tanta correria, não dá pra pensar em bobeiras e idiotices que às vezes agente aumenta o tamanho da importância delas!

    O "Q" da vida é sentir todos os sabores, viver todas as aventuras e curtir todo momento

    "Já não me preocupo se eu não sei porque"

    Vamos seguindo, que venham as merdas, digo, as Férias! (não façam merdas!)

    Desculpem a formatação, meu editor de mensagens também resolveu dar pau hoje!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 15:20
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    02/12/2008

    Já não durmo

    No fim, quem se importa?

    “Não tenho nada a ganhar nem a perder”, só esperar o ano virar. Minha cabeça está virando, quem se importa? O mundo gira o tempo todo, nem por isso alguém pergunta a ele se esta bem!

     

    “Eu não sinto isso mais”, na verdade eu não to sentindo mais nada, “eu não durmo” mais, são três dias virando as noites e as noites me varando. Tenho a impressão que vou apagar a qualquer momento.

     

    Eu não sei do que eu preciso, talvez precise apenas estar comigo e isso basta. Tenho estado mais em outros lugares do que comigo, enfim, como as musicas mexem bastante comigo, essa também faz sentido pra mim agora, pelo menos nos últimos dias de trocas de turno e de noites sem dormir.

     

    No fim, quem se importa?

     

    Eu não falo,

    Não mais!

     

    Retratos Loucos...

     

    ATWA

    nenanenaneee
    nenanananaaa

    Hey you
    See me?
    Pictures crazy
    All the world I've seen before me passing by
    I've got nothing to gain, to lose
    All the world I've seen before me passing by

    You don't care about how I feel
    I don't feel it anymore
    You don't care about how I feel
    I don't feel it anymore
    You don't care about how I feel
    I don't feel it anymore
    You don't care about how I feel
    I don't feel it anymore

    Anymore
    Nananana nananana nanana

    Hey you, are me
    Not so pretty
    All the world I've seen before me passing by
    Silent my voice
    I've got no choice
    All the world I've seen before me passing by

    I don't see
    Anymore
    I don't hear
    Anymore
    I don't speak
    Anymore
    I don't feel

    Nananana nananana nanana
    Nananana nananana nanana

    I don't sleep
    Anymore
    I don't eat
    Anymore
    I don't live
    Anymore
    I don't feel


    Escrito por Fabio Gouvêa às 14:31
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    01/12/2008

    Série: Ah se falasse!

    Série: Ainda bem que ele não fala! V

     

    É Queeente!

     

    Naquela tarde eu não trabalhei, estava me preparando para resolver outras coisas.

    Resolvi então sair com o fusca. Nessa época, o carro ainda não tinha rádio. Mas eu andava bem tranqüilo com a companhia dele.

     

    Estava subindo o morro, então fiz a troca do combustível para gasolina pro carro subir melhor. No final do morro (eu estava em 4ª marcha) o carro escapa a marcha – fez um barulhão e como a marcha tinha soltado, o carro não subia mais. Coloquei a 3ª, ele estava subindo bem devagar mesmo e ele ainda andou mais alguns metros.

     

    De repente senti um cheiro bem estranho, olhei pra trás e só via cinza: fumaça

     

    Dizem os mais sábios “Onde há fumaça há fogo”

     

    E como são sábios! Era fogo! Fogo? Foooooogoooooo!

     

     

    Desci do carro (imaginem o pânico) tirei minha mochila com o computador, minhas roupas que estavam no carro – mais parece um guarda roupas que um carro – tirei os bancos de trás e o tampão.

     

    Era uma rodovia, consegui parar ele no acostamento.

     

    Deixei as coisas na terra, do lado do acostamento. Quem passava pensava que eu era um retirante ou quem sabe um tipo de protestante contra o governo ou contra a Volkswagen queimando fusca em plena rodovia. O fato é que durante uma fração de segundos eu só fazia isso: pensar! Então me dei conta de que meu carro estava mesmo pegando fogo, e lembrei: tenho um extintor!

     

    Eureca! Naquele momento eu encarnei o espírito bombeiro. O mais engraçado e fantástico é que o carro pode estar com um fogo de 30m e ninguém para. Mas quando você pega o extintor para brincar de bombeiro todos param pra ajudar!

     

     

    Só que não me avisaram que um extintor não apagava fogo de fusca. Mais: não me avisaram que 11 extintores não apagavam fogo de um fusca.

     

    É isso mesmo! Param 10 pessoas solícitas com seus 10 extintores e não conseguimos apagar o fogo. Me pediram um alicate para cortar o cabo da bateria afim de que o fogo não se propagasse pela fiação. Alicate?! Não tinha! Foi na chave de roda.

     

    Uma muvuca armada! Um Sol de fritar ovo na calçada, meu carro pegando fogo, eu não tinha alicate, os 11 extintores não deram nem sinal de que apagariam o fogo e pra completar, pediram minha camiseta para abrir o capô do carro.

    Além do carro, eu também estava queimado, fedendo fumaça, parecendo um retirante, minhas coisas estavam na terra, a merda completa! O que faltava? 

     

    De repente para um pequeno caminhão com alguns galões de água. E dá-lhe a rapaziada jogar água no fusca!

     

    Apagou! Uffa!

     

    O Caminhão foi embora, as pessoas também foram, ora acabou a brincadeira de bombeiro! Ficou só um cara comigo, não me lembro o nome dele, até eu conseguir chamar o guincho e tudo mais.

     

    Quando de repente, ele viu que estava saindo fumaça de dentro do carro. O fogo não tinha acabado! O banco estava pegando fogo agora, e começou a correria toda de novo!

     

    Nessa hora lembrei que tinha um cilindro de Gás no meu carro, então pensei: não apagou com 11, não apagou com água, não adianta mais nada! Borá sair de perto, logo logo ele explode.

     

     

    Nesse exato instante, pára um caminhão-pipa, eu disse caminhão-pipa! Então, depois dessa cagada toda, o os caras tiraram a mangueira do caminhão pipa e dá-lhe água. Um mês depois ainda tinha água no fusca.

     

    Logo após apagado, e terminada a confusão, chega minha mãe que passava por ali por acaso. Parou o carro no estacionamento e veio.

     

    - Eita! Tava passando de longe e vi seu carro quebrado aqui, quebrou de novo?

    - Não mãe! Pegou FO-GO

    - Fogo??

    - Sim, fogo!

    - Meu deus, Jesus, Nossa Senhora apagadora de fogo de fuscas!

     

    E continuou até cair na real que o carro tinha mesmo pegado fogo. Depois de alguns minutos, um outro amigo que também estava passando por ali parou, veio ver o que tinha acontecido com o fusca.

     

    - E ai?

    - Fogo!

    - Fogo?

    - Sim, fogo!

    - Como?

    - Não sei, foi fogo!

     

     

    Eu estava meio em choque, eu só conseguia pronunciar fogo, era demais tentar narrar tudo isso! Meu amigo me emprestou seu celular, liguei para o guincho e fui embora.

     

    Hoje ele está bem! Eu mesmo o arrumei, pintei e tudo mais.

     

    Foi legal compartilhar com todos um pouco das histórias do fusca!

     

    É um carro muito quente!

     

    Obs.: As fotos são do dia descrito acima!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 16:23
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]