Templates da Lua - Rafael Ramos

EU

Este sou EU

Meu perfil

http://twitter.com/fabioggouvea

Prazer (pra todos nós!) Meu nome é Fabio Gouvêa, sou estudante de Arquitetura, nasci em 1988, moro no interior de SP, São José dos Campos.
Desde menor gosto de escrever, aos 14 anos escrevi um livro, já plantei uma árvore, só me falta um filho! Tenho gostos variados, por isso de um blog de variedades, curto muito pensamentos, reflexões e filosofias, por isso às vezes escrevo textos desse sentido.
Não gosto de rótulos e creio que por ter uma personalidade bem forte decidi criar o blog, afinal de contas, sou adepto à livre expressão e a divergência de opiniões. Não, eu não sou o dono da verdade! Mostre-me a sua, e se for capaz, me convença! Ponto de Vista Blog

Top30 Brasil - Vote neste site!

Histórico

    + veja mais

    Votação

    Dê uma nota para meu blog

    Outros Sites

    Ler por RSS

    XML/RSS Feed
    O que é isto?

    Indique este blog!

    Leia este blog no seu celular

    Visitante Número

    Link-nos

    Ponto de vista

    Top30 Brasil - Vote neste site!

    30/10/2008

    Chuck Norris

    A Casa do Chuck Norris!

     


    Escrito por Fabio Gouvêa às 14:50
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    29/10/2008

    Além

    Coisas que estão além do nosso entendimento.

     

    Por exemplo: é alem de nossa capacidade (pessoas normais) tentar entender as capas dos discos do Engenheiros do Hawaii. Sem deixar de falar, é claro, que piorou quando falamos de entender as letras das músicas deles.

    Acho que nem eles mesmos entendem!

     

    Mas o que talvez agente não tenha tentado fazer é a junção das músicas pra entender o significado. Boing! Isso mesmo, pegue um pedaço de uma musica e junte com o pedaço de outra, que vai dar? Muita coisa pode rolar!

     

    Assim como no nosso dia-a-dia, nós não entendemos fatos, histórias e/ou acontecimentos. Mas quando juntamos as figurinhas, batata!

     

    Por isso, se você não acha sentido, tente ligar os fatos, talvez funcione. Caso não, deixa rolar, uma hora você entende a capa do CD, ou acha o disco certo da capa.

     

     

    Alguns trechos (de várias musicas) do Engenheiros que gosto muito, juntos, embolados, ai em baixo!

     

    Tu me encontrastes de mãos vazias

    E eu te encontrei na contramão

    Pra ser sincero não espero de você

    Mais do que educação

    Nós dois temos os mesmos defeitos

    Sabemos tudo ao nosso respeito

    Envelheci dez anos ou mais nesse ultimo mês

    Senti saudade, vontade de voltar

    Mas, sabe como é difícil encontrar

    O certo é que eu dancei sem querer dançar

    Agora já nem sei qual é o meu lugar

    Vai buscar o teu caminho,

    Nunca olhe para trás

    O preço que se paga às vezes é alto demais

    Pra pedir perdão

    Minha cabeça não aguenta mais

    Talvez agente se encontre

    Talvez agente encontre explicação

    Dia e noite sem parar procurei sem encontrar

    Hoje o tempo escorre dos dedos das nossas mãos

    Ele não devolve o tempo perdido em vão

     

    Por fim, 
    Todos nós “Somos suspeitos de crimes perfeitos”

    As musicas fazem sentido quando agente junta pedaços de uma e de outra e encontra a identidade de quem as escreveu. Ou não? Sim!

     

    Como os trechos embolados acima, às vezes falamos, logo abaixo retiramos o que dissemos, fazemos algo que jamais pensamos que faríamos. “Confusificamos” eu diria! Mas o que importa? São coisas além do nosso entendimento!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 15:52
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    dia de festa!

     

    Dia 07/10 foram registrados 2.000 acessos

    Hoje, menos de um mês depois registramos os 3.000

    Agradecemos a visita de todos

     

    Continuem Blogando!

     

    Porque quem tem opinião não pára!

     

    :: LINK-NOS ::


    Tivemos problemas quanto às postagens nos últimos dias mas eles já foram normalizados. Agradeço a paciência e a compreensão de todos. Responderei todos os e-mails na medida do possivel!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 13:44
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    23/10/2008

    Auto-Confiança

    Quem não gosta da diversidade?

     

    Hoje em dia é totalmente impossível dizer que já se viu de tudo. Vou falar de um assunto que tem assustado muitas pessoas, mas que também tem alegrado alguns marmanjos.

     

    A pergunta no ar é: qual é o tamanho da sua auto-confiança?

     

    Não entendeu nada, não é? Vou explicar!

     

    Os preservativos que foram aceitos com recusa no início hoje são bem usuais. Na verdade estão fazendo parte de uma certa “apimentada” até eu diria! São variados, cores, tamanhos, sabores, estilos, times, com texturas e tudo que você possa imaginar.

     

    Tudo? Não! O que talvez você ainda não tenha visto é o ultimo lançamento!

     

    Uma empresa espanhola acaba de lançar no mercado preservativos que leva estampada uma escala métrica. Pra que? “Se respeita o seu pênis, respeita a si mesmo” – diz o slogan deles!

     

     

    A invenção é um tanto quanto curiosa e logo logo estará disponível na internet. Pra quem acha que “tamanho não é documento”? Ah é sim! Já posso ver o furor que esse preservativo irá causar!

     

     

    Tamanho importa sim! Se você “confia no seu taco” (eita, isso era uma expressão que não carregava esse grau de conotação), entre na onda e mostre que não é “nos menores frascos que estão os melhores perfumes” ou talvez o que importa é mesmo fazer um “bom serviço”? Oops! Acho que teremos divergências de opiniões!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 11:26
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    22/10/2008

    Fim dos Tempos

    Muito se fala sobre o fim dos tempos, mas você já parou para imaginar o planeta desabitado? Como seria se aqui não existisse mais nada que não fossem as ruínas?

    Imagine a terra pós-apocalipse, sem ruídos, sem poluição, lixos, resíduos, nada!

     

    Difícil?

    Talvez esse seja o maior sonho dos naturalistas (com eles vivos, é lógico), mas é difícil acreditar. Essas fotos são uma reprodução de um livro chamado The World Without Us (O mundo sem nós), muito bacana, que nos leva a refletir muito.

     

    É legal refletirmos sobre a influência e a interferência que somos para o planeta e todo o seu ciclo.

    Essa ficção detalha todo o processo gradativo do fim da nossa civilização e infra-estrutura que temos.

     

    Sobre experiência de fim (dos tempos, de semana, ou do que você conseguir decifrar):

     

    Estávamos lá, e a imagem passou. Estávamos estáticos e nossos olhares eram céticos, eu te conhecia muito, mas não sabia quem era você. Estava totalmente desconcertado, não sei o que se passou na sua cabeça quieta. Éramos os mesmos de sempre, estávamos no mesmo lugar. Por um momento cheguei a imaginar que o tempo parou e que talvez tudo pudesse ter sido um sonho, então você falou e o silêncio se quebrou, pude voltar à realidade e ver que tudo era mesmo um sonho, ou não era?

     


    Escrito por Fabio Gouvêa às 16:31
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    21/10/2008

    Chinelo Aducativo

    Chinelo Educativo!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 13:14
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    20/10/2008

    Colunista

    Coluna – O 2º Ponto de Vista

    Colunista: Dayday

     

    Diálago I...

    _ Se pudesse, voltava...
    _ Pra dizer "não"?
    _ De jeito nenhum, pra beijá-lo de novo...
    _ ...?
    _ Eu queria reviver o momento exato, onde caí na história dele. Recuperar o que senti.
    _ E sofrer tudo de novo depois?
    _ Se esse fosse o preço...
    _ Não entendo.
    _ Eu adorava estar com ele. Adorava o amor, a paixão, até a minha insegurança. Adorava tudo.
    _ Mas, e depois?
    _ Melhor sofrer por ter vivido
    _ Que coisa besta você tá dizendo. EU, se fosse possível, se soubesse antes, NUNCA me apaixonaria pra sofrer depois.
    _ Isto não existe. Sofrer faz parte.
    _ Claro que não. As coisas podem ir se acabando, deteriorando devagar, até que nada resta. Não é sempre que há este sofrimento, esta dor.
    _ Mas não dói também quando tudo acaba por "decurso de prazo"?
    _ Nem se compara...Muito mais fácil seguir.
    _ Eu tenho pena...
    _ Ah, eu também. Mas passa logo...


    Escrito por Fabio Gouvêa às 13:39
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    17/10/2008

    Contos - Afinidade

    Hoje é sexta, sexta é um dia bom pra continuar o conto que comecei sexta passada, espero que gostem! Sobre os contos? São misturas, personalidades trocadas e destrocadas, truncadas às vezes!


    Ela não foi tão rápido quanto a atração, mas a paixão estava com os dias contados.

     

    Era a hora de descobrir que a perfeição não existe, apesar de achar que Gabriela era um anjo, chegou a hora de enxergar os defeitos dela. Ela, que sempre tolerante, levava na boa, sempre calada. Ele pelo contrário, argumentava demais, questionava demais e isso a irritava, mas ele não sabia.

    - Senta pra lá Gabi, também quero assistir, ta vendo o que?

    - Ficção científica animada

    - Não sei como você consegue Gabi, isso é ridículo.

     

    Isso já bastou pra ela ficar mal, mas ele não se dava conta. Essa fase é de todo o relacionamento a mais perigosa. Com a paixão ficamos cegos, os defeitos são até bonitos, mas quando eles começam a aparecer nos perturbam. É então hora de olhar mais as afinidades, é fato que todos somos diferentes, que declarações de amor que dizem “somos iguais” são na verdade infundadas. Mas por outro lado, existem as afinidades e que não sabe enxergá-las acaba colocando os sentimentos à prova.

     

    Gabriela era apaixonada por Murilo, na verdade ela o amava. Sempre existe alguém no relacionamento que ama mais. Era ela, mas as diferenças, agora evidenciadas, estavam causando uma rejeição ao Murilo. Não é fácil evidenciar as afinidades, porque os defeitos quando aparecem incomodam muito.

     

    Naquela noite, Gabriela ficou assistindo o filme, Murilo foi embora. O tratamento dela estava machucando-o, mas ele não se deu conta de que as coisas estavam mudando pra ela.

    Ele não se deu conta

     

    Ele acreditava nesse relacionamento, não queria que tudo terminasse por tanta futilidade. Ela estava muito irritada, chegou a pior hora: a prova, o medo, seguir? O que ele era pra ela?

     

    No Caminho pra casa Murilo pensava que agora que ele tinha a encontrado, não queria que fosse embora – Fica Gabi, me deixe te amar – sussurrou ele ao vento

     

    Ela no sofá, aflita, sabia que precisava dele para esquecer uma noite solitária, e lembrava que no começo do namoro achava que os dois juntos era bom demais pra ser verdade.

     

    Murilo chegou em casa e meio que por intuição, ou uma sensação, fechou a porta e chorou.

     

    Tudo que ele queria naquele momento era abraçá-la e isso seria o paraíso, ela discou, ele atendeu.

     

    - Murilo, não me deixe triste, eu imploro!

    - Gabi eu te amo e agradeço a Deus por estar viva, e se você concordar tudo bem. Eu preciso de você.

     


    Escrito por Fabio Gouvêa às 11:39
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    16/10/2008

    Teorias - relatividade

    Ainda sobre teorias e outras coisas

     

    O que seria absoluto?

     

    Ao contrário de, o que seria relativo?

     

    Se por um lado, absoluto é tudo que existe independente de qualquer condição, por outro, arrisco dizer que tudo que existe é relativo.

     

    Então acabei de criar um paradoxo, ou sería uma teoria conspiratória?

     

    Você pode estar no fim, na linha, no meio de um tiroteio, seja lá qual for o ponto, você é aquilo que deixa passar. Ou aquilo que tenta passar.

     

    Mas fique tranqüilo, já que tudo é relativo, os meus conceitos não são válidos e talvez as idéias de qualquer pessoa seja muito mais importante que qualquer teoria sem fundamentos.

     

    Sempre costumo dizer que existem palavras fortes demais, como: nunca, sempre, etc; deveríamos nos habituar a dizer mais talvez, ou quem sabe! Nem mesmo os sentidos são absolutos, você pode ver algo que muitas vezes não é o que pensa.

     

    Então aconselho a lutar pelo que almeja e buscar aquilo que lhe faz feliz, afinal, tudo é relativo! Não existe certo ou errado, bem ou mal, sim ou não! Existe um ponto de vista, onde você está. Todavia, viva os dias como se fossem absolutos e não relativos.

     

    Pense em julgar menos, ouvir mais, observar mais, mas acima de tudo, pense sempre no bem, pense em querer bem. Ninguém é tudo aquilo que diz ser, desconfie mais também!

     

    Nem tudo é o que parece, vejam:

     


    Escrito por Fabio Gouvêa às 14:42
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    15/10/2008

    Leis e Teorias

    Qual é a sua teoria?

     

    Qual é o seu problema?

     

    Que eu parta do princípio, ou até mesmo sem princípio nenhum de partido, ou vá para o raio que o parta. Hoje vou falar sobre leis e teorias, as leis do brother “Murphy” e as “Teorias da conspiração”.

     

    Alguns dias agente tem a impressão que nada vai pra frente, que tudo vai dar errado, que tudo conspira contra nós. De repente você imagina que o mundo está girando do lado contrário, ou que possam existir grupos/energias contrárias a você.

     

    Para algumas pessoas, as teorias sobre conspiração são simplesmente fascinantes. Elas gostam de explorar todas as possibilidades que uma teoria apresenta, da mesma forma que gostam de montar quebra-cabeças ou solucionar mistérios. Às vezes essas teorias são ridículas e não passam de entretenimento, mas há casos em que elas são incríveis e fazem-nos pensar.

    A propósito, deveríamos analisar mais as coisas, e explorar mais para fazermos menos cagadas!

    Quem não tem perguntas sem respostas que atire a primeira teoria!

    Quem nunca se interessou por assuntos como: Atlântida, os Illuminati, a Maçonaria, Mensagens Subliminares, Opus Dei, os Cavaleiros Templários, O Priorado de Sião, Óvnis ou quem sabe, GEACCDV.

    Vai ai uma dica de alguns livros sobre “Teoria da Conspiração” que eu li e recomendo:

    Anjos e Demônios – Dan Brown

    O Código da Vinci – Dan Brown

    Operação Cavalo de Tróia - J.J. Benitez

     

    Então, se seu dia nao vai bem, pode estar acontencendo algum tipo de conspiração. Sugiro arrudas, pimentas, mandingas, benzedeira, sei lá.

     

    Mas se ele está ruim, ruim mesmo, senta porque segundo Murphy, uma coisa quando está ruim sempre pode piorar, veja:

     

    Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior
    maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível.

     

    Se há possibilidade de várias coisas darem errado, todas darão - ou a que
    causar mais prejuízo.

     

    Se você perceber que uma coisa pode dar errada de 4 maneiras e conseguir
    driblá-las, uma quinta surgirá do nada.

     

    Acontecimentos infelizes sempre ocorrem em série.

     

    Se você está se sentindo bem, não se preocupe. Isso passa.

     

    Tudo que começa bem, termina mal. Tudo que começa mal, termina pior.

     

    Pois bem, cuidado ao reclamar, tente sempre lembrar o que pode estar indo bem, caso contrário, é grande o risco das Leis de Murphy cruzarem seu caminho! Sai catinga!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 14:36
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    14/10/2008

    Difícil é não ter um duplo Sentido

     

    Caros leitores, gostaria que saíssem do domínio todos os pequenos filhos de Deus (que já deveriam ter subido aos céus) que nunca se utilizaram do duplo sentido para dizer alguma coisa.

     

    Após a retirada, creio eu, que só tenham ficado as pessoas normais, que são errantes, que são dúbeis (sim, todo mundo é dúbio). Eu adoro começar a escrever o texto e logo casar os assuntos com duplicidade. Dúbio tem muitos significados. Mas hoje, vou jogar tudo no ar, é legal fazer como a esfinge “decifra-me ou te devoro”

     

    E eu devoro os leitores todas as vezes que minhas palavras de muitos sentidos giram em suas cabeças. Pior, quando o que eu nem quis dizer fez sentido pra pessoas que sempre querem vestir as carapuças.

     

    Quando escrevo de passado querendo fazer dele o presente, ou quando falo do presente como se estivesse no passado, ou ainda mais, quando quero enterrar um assunto mas faço questão de “cutucar”, diga-se de passagem com muita categoria e educação!

    Bem vindo seja o leitor duvidoso, pois é esse que você não confia nada! Bem vindo sejam aqueles que vão contestar, pois eles realmente mostram as suas caras e você não tem surpresas.

     

    O leitor? – o duplo sentido às vezes precisa ser evidenciado, porque corre o risco de passar sem ser notado nas entrelinhas. E corre o risco de correr riscando a mente d'aquele que não arrisca e se perde, e perde os valores, e perde o medo e perde tudo!

     

    Por que quem não arrisca corre o risco de se perder. E isso sim é ruim. Não é ruim brincar com as palavras, entenda como quiser!

     

    Que tenhamos vários, muitos, duplos sentidos em tudo, mas que não percamos o sentido de ver tudo com a forma mais irônica e sarcástica, afinal, santos já estão no céu, se não podemos dizer tudo que pensamos, então que pensem por nós. O que não pode é calar a voz!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 14:27
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    13/10/2008

    Colunista

    Olá Leitores!

     

    Em outrora eu havia prometido que teríamos uma colunista no Blog.

    Ela irá escrever às segundas-feiras. Abaixo do meu singelo comentário de hoje vocês podem conferir a coluna – inteligentíssima, diga-se de passagem – da Dayday.

     

    Vale a pena conferir!

     

    A continuação do conto ficará para os próximos dias!

     

    Outra coisa que vale a pena conferir também é o filme “Linha de Passe”. Fui assistir semana passada e fiquei um tanto quanto intrigado, não só eu, mas quem foi comigo também. Sandra Corveloni foi escolhida no Festival de Cannes como melhor Atriz pelo filme. Sandra que é um “dragão” do teatro brasileiro, agora ganhou espaço nas telonas.

    O filme conta a história de quatro irmãos que tentam reinventar suas vidas. Mas eu não vou adiantar nada por aqui.

     

    Vale ressaltar uma mensagem do filme: “A vida é o que você faz dela”. E é mesmo!

    Agora vou deixar vocês de Colunista, porque se eu quisesse escrever o que ela falou aqui, eu nunca ia conseguir, por outro lado, talvez ninguém conseguiria escrever tão bem essa verdade quanto cada um de nós.


    Coluna – O 2º Ponto de Vista

    Colunista: Dayday - "Os pensamentos que preferem calar"

    "Das Lembranças..."

     

    O que você faria se pudesse ter a chance de apagar alguém da sua memória?

    Se pudesse esquecer o quanto alguém te fez chorar, magoou, e tudo de ruim que passou num relacionamento?

    Andei pensando seriamente nisso. Como seria esquecer todas as coisas que passei com uma pessoa.

    Porém, pra apagar as lembranças ruins, eu seria obrigada a lembrar e apagar todos os momentos especiais que passei também. Todos os olhares, os beijos, as canções. Teria que abrir mão do cheiro dessa pessoa no meu travesseiro, dos passeios no final da tarde, dos encontros em família, eu teria que esquecer a família dele também. Eu deixaria um vazio frio e escuro no lugar de todas as coisas boas que passamos.

    Qual o preço que a gente paga por deixar uma pessoa ir embora da nossa vida? Independente do tempo que passamos ao lado de alguém, sempre levamos um pouco, e deixamos um pedaço nosso neles.

    Não é fácil ver alguém de malas prontas pra partir da nossa vida. Não é fácil ir embora também. Sempre vai ter um lugar que vai lembrar dos dois juntos, quando aquela música tocar, o coração vai apertar de novo... Quando, por algum motivo, você tiver que olhar nos olhos dele novamente, o que será que vai sentir?

    Nós mudamos demais durante essa passagem pela vida. Mudamos hábitos, mudamos o gosto, mudamos de amigos, o corpo muda, as vontades, os objetivos.

    Daí eu penso: se eu apagasse alguém da minha memória, e essa pessoa fizesse a mesma coisa, será que a gente se apaixonaria de novo?

    O mistério desta pergunta é o mesmo que perguntar como a gente faz pra se apaixonar todos os dias pela mesma pessoa. Ainda somos os mesmos, mas mudamos tanto que nem sabemos quem somos.

    O problema é que não podemos esquecer as pessoas que passam pela nossa vida. Não há tratamento que nos deixe recomeçar sem a lembrança de alguém. Só o tempo. Mas esse age lentamente na maioria das vezes... Ele caminha devagar quando a saudade anda ao nosso lado.

    Eu estive de malas prontas muitas vezes na minha vida. Já deixei muitas pessoas no portão de embarque no Destino. E ainda não encontrei algum armário aonde possa finalmente colocar as minhas lembranças todas e ficar por um tempo sem medo de partir....


    Categoria: Variadas
    Escrito por Fabio Gouvêa às 14:22
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    10/10/2008

    Contos: a Paixão

     

    Bom Dia pessoal!

     

    Estava eu pensando no que postar hoje, sexta-feira, e só pra completar a fase “sentimentos” no blog eu decidi me atrever a postar um conto.

     

    Os leitores andaram meio bravos comigo, um em especial, que disse que meu blog não estava tão inteligente desde a série “as mulheres e os segredos”.  Eu não estava mais falando de política, economia, nem explicando sobre a crise externa, também não comentei o que seria e como nos afetaria uma recessão mundial. Calma! Vamos ver o cabaré pegar fogo, é melhor esperar, não sou nenhum “Pai Diná” pra postar sobre tudo isso em plena crise, onde hoje posso relatar opiniões em que amanhã não terão mais nada a ver com o que eu escrevi. Analisar é tudo!

     

    Voltando ao conto, vou tentar escrever um conto (difícil demais, não costumo escrever como narrador), falando sobre a paixão. Quero que fique claro que vou tentar explicar um pouco que entendo sobre psicologia, química (sim, vocês verão que paixão é química), um pouco de físico e quem sabe, mais de sentimentos.

     


    E ela foi embora bem rápido, tentando dar lugar a quem vem depois: a paixão.

    Definindo a Paixão:

    A principal substância química que provoca os sintomas da paixão é a feniletilamina, da família das anfetaminas, encontrada no chocolate. É a maior responsável pelo coração disparado, pela mão suada, pelas pupilas dilatadas e pelas “borboletas” no estômago. A adrenalina também é liberada, acelerando ainda mais o coração, deixando a pessoa alerta e com uma sensação de bem-estar. E há ainda as endorfinas, que melhoram o sistema imunológico e curam a gripe. Quando duas pessoas se beijam, seus cérebros fazem uma rápida análise da saliva um do outro e decidem sobre a compatibilidade genética. O cérebro feminino faz ainda um exame químico do sistema imunológico masculino. Todas essas reações positivas explicam uma coisa: As pessoas apaixonadas são mais saudáveis e resistentes às doenças. O amor faz bem à saúde.

    (Allan e Barbara Pease)

     

    Eles já tinham se encontrado, e a química já havia rolado no primeiro beijo, foram rápidos até demais no toque, mas as circunstâncias eram colaboradoras para aquela sintonia que estava rolando.

    Gabriela dizia a ele que as pessoas estavam achando ela meio estranha, alegre demais sem motivos aparentes. Ele dizia a ela que cada minuto parecia uma vida.

    E assim foram sucessivamente os encontros, contatos, almoços, enfim, programinhas de apaixonados.

    Murilo decidiu que uma semana seria legal para pedi-la em namoro, embora não precisasse, pois sabia que o que estava rolando era maior que isso. Então ele tratou de tudo, não existia o medo da negativa, ele estava ansioso, ela estava linda, não que ela fosse uma hipérbole de beleza, mas enchia os olhos dele. O clima era legal, estavam num cenário mágico, ela disse sim.

    De acordo com estudos e pesquisas, a paixão é uma situação temporária, que dura em média 12 ou 13 meses. Na verdade ela é um truque biológico a fim de conhecer a química do outro, a física e um maior entrosamento.

    Era o momento mágico dos dois.

    Gabriela que antes tinha medo de amar, hoje era a mais linda e pura demonstração do que era amor, ela adorava dar presentes e era fácil pra ela expressar a intensidade dos seus sentimentos. Murilo adorava receber os presentes, no começo ele ficou assustado, ela falou eu te amo rápido demais, ele levou na boa, entrou na onda e foi na dela, ele já tinha mais dificuldade de expressar, mas adorava as mensagens de texto e os milhares de e-mails em que eles ficavam contando as horas para se verem. Eles estavam mesmo apaixonados.

    Passaram alguns momentos mágicos, ela pensava que era um sonho e ele sempre a acordava, com realidades em que a faziam sonhar ainda mais. Viveram alguns clichês, mas ainda era intenso o sentimento da paixão.

    Então passaram mais uma noite juntos (uma das raras até então, mas das muitas que eles ainda teriam)

    - Eu poderia ficar acordada só pra ouvir você respirar e ver seu rosto sorrindo enquanto você dorme.

    - Não quero fechar os olhos, não quero adormecer porque eu sentiria sua falta – sorriu ele com um brilho no olhar.

    Ele agradeceu a Deus por estarem juntos. Era tudo que ela queria naquele momento, para sempre. Dormiram...

    Ele não queria fechar os olhos

    Eles já estavam há um tempo juntos, mas dentro da paixão temporã. Mas no começo eu já dizia, “ela foi embora muito rápido, dando lugar a quem veio depois: a paixão”. Ela era a atração, que na verdade nem deu as caras, eles pularam essa fase, foram direto, a atração não teve tempo.

    Estavam mesmo apaixonados!

    Inspirado no nos contos de Gente


    Escrito por Fabio Gouvêa às 11:00
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    09/10/2008

    Greve de fome: resolve?

    E se eu fizesse greve de fome?

    Se de repente aderíssemos à nova moda, ou até mesmo à moda-antiga (craseado sim, identificando o sentido de modo) de sacrifício, cessação, greve de fome, seja como for, privação voluntária de ingerir alimentos a fim de conquistar o que queremos?

     

    Vale lembrar que fazer greve de fome é sim um protesto antigo, e também vale lembrar que virou modinha, tomamos como exemplo o Bispo que decidiu fechar a boca contra a transposição do São Francisco, e também o Anthony Garotinho para exigir o monitoramento internacional das eleições brasileiras.

     

    Sería essa a solução para os nossos problemas? Talvez conseguiríamos acabar com a fome mundial – lógico que não pelo fato de deixar de comer; ou talvez conseguiríamos protestar pelo aquecimento global? Mas com certeza a greve de fome resolve os problemas da obesidade!

     

    E você, tem fome de que?

     

    É incrível quando nos colocamos diante do espelho e pensamos sobre nossas fomes, e como temos nos alimentado. Até que ponto você tem sentido fome? E até onde você tem alimentado suas fomes? Até quanto você está decidido sentir fome por algo?

     

    É preciso coragem! E o discurso fica bonito quando falamos de coragem, mas a prática é bem diferente disso! Temos coragem de pensar, de sentir, mas não temos coragem de tocar, não temos coragem de abraçar, seja lá o que for, até mesmo a causa.

     

    Eu falo por mim. Falta coragem, falta determinação, mas ao passo que exponho as idéias, abro ideais plenamente capazes de gerir uma transformação, muito mais que um desabafo, que um diário tosco de adolescente, ou um meio de expor idéias xucras sem embasamento ou sentido nenhum.

     

    Se minhas fotos estivessem expostas numa página sem sentido, eu seria fútil, se meus pensamentos fossem ideais de meus dias apenas, será muito mais fútil. Ser blogueiro é isso! É sentir fome, é correr atrás e expor não somente aquilo que sacia a fome dele, mas talvez algo que possa gerar mudança.

     

    De fato, greve de fome não resolveria meus problemas, pelo contrário, devido meu porte físico. Não! Eu não estaria melhor no amor, nem nas finanças ou em qualquer outra parte.

     

    Greve de fome, definitivamente, não merece o meu empenho, pelo menos não para resolver os meus problemas, que muitas vezes são involuntários, oras, quem quer problema?

     

    Por isso mesmo me afasto deles....

     

    Mas a pergunta não foi respondida, e deixo a incógnita: Você tem fome do que?


    Categoria: Variadas
    Escrito por Fabio Gouvêa às 13:22
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    08/10/2008

    E se eu mentisse?

    E se eu mentisse?

    Como postei só vídeo hoje, vou escrever algo sobre Segredos a pedido de uma pessoa especial.

    De repente paro e penso, oras bolas, o que seria um segredo se agente soubesse dele? Existem segredos, mistérios, confidências, sigilo, esconderijo, e tudo isso creio eu, vem de uma mesma linha.

    Na verdade os segredos existem porque gostamos de nos esconder. E nos escondemos para fazer tipo, ou por medo, talvez orgulho, de fato não sei o porquê.

    O fato é: todos temos os nossos segredos. O complicado de tudo isso é ver que os segredos contradizem a nós mesmos, do contrário, não precisariam ser segredos. Nos escondemos por trás de máscaras que nós mesmos pintamos e de repente por nos pintar, falamos coisas da boca pra fora. É absurdamente comum isso.

    Até no amor o segredo se esconde. Gosta de um, mas está com outro. Namora um pra fazer estilo, e não faz estilo pra namorar. Chega a dar até medo de ver como é, o casal que mais briga, é o que mais se gosta. O contrário do amor é o ódio. Separados pela fina linha de uma palavra, às vezes faz o que já é virar um improvável caso do contrário. Quem entende?!?!

    Segredo também pode ser contradição.

    Mas não lhes contarei os meus segredos, mesmo porque não gosto de contar sobre mim. Ser um mistério é legal, por isso, guarde seus segredos para que seja sempre uma pessoa imprevisível. É um saco saber tudo, saber as reações e/ou decisões de determinada pessoa. Não tem graça!

    Segredo é segredo, e se tens um segredo, guarde-o pra ti.


    Escrito por Fabio Gouvêa às 14:02
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    Vídeo Aladin

    E vamos de vídeo!

     

    Vale a Pena ver!

    Segundo o Luis e o Vitor “dublagem tosca e porca”, mas eu achei ilariante!!

    De onde vem a inspiração desses doidos?? Não ter o que fazer!

     

    Show de bola! Mandaram bem, reparem nas caras, sem contar o figurino e a cabeleira do Vitor!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 09:58
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    07/10/2008

    2000 acessos!!

    Passamos dos 2000 acessos

    Continuem visitando!

     

    Porque quem tem opinião não pára!

     

    :: LINK-NOS ::



    Escrito por Fabio Gouvêa às 13:35
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    Pura Pretensão

    Uma vez escrevi sobre "o que é ser amigo" e no post eu dizia que talvez um dia eu pudesse me atrever a escrever sobre saudade.

     

    Saudade, como dizem os argentinos é um aperto no peito, uma sensação sem descrição, às vezes nada discreta. Uma dor latente. Segundo eles, quando você tem saudade você fica “meio estranho”.

     

    Quem nunca teve saudade não sabe o significado de afeto – quem sabe um dia também posso escrever sobre isso – As pessoas sentem saudades de momentos, coisas, lugares e, sobretudo, de pessoas.

     

    Não pensem que é fácil escrever sobre saudade, as idéias não vem a todo vapor, na verdade acho mesmo que saudade é vapor, e de repente ela vira gelo – uma passagem direta, aprendi isso no colegial! A sublimação, passagem direta do gelo para vapor e vice versa – Mas por outro lado, acredito que não seja sublime ter saudade, pelo menos não pra mim.

     

    Aliás, sublime tem um significado pesado demais! Mas de fato, a saudade com o tempo vai indo embora, e acostumar-se com ela é fazer com que ela passe para o estado sólido. Ser sólido é melhor que sentir saudade.

     

    Saudade é o preço que pagamos pelos bons momentos vividos, é a angustia que temos por sentir a falta, é a falta que nos falta tanto. Saudade demonstra que você sabe defini-la e que tem sentimentos e emoções.

     

    Poderia definir saudade como emoção, mas talvez uma emoção boa, não como as definidas nos dicionários, mas emoção no sentido da mais pura intensidade.

     

    E saudade é intensa.

     

    Sobra tanta falta quando temos saudade, mas um dia nem a falta de faltar algo te falta tanto. Compliquei! Saudade é complicada! Tenho saudades da minha época de escola, dos últimos anos do ginásio, quem não se lembra dos campeonatos inter-colegiais? Ou dos inter-classes? Inter vem de Interno que por sua vez significa íntimo e é bem isso que é saudade. Ela é íntima e deve ser vivida; cada um sabe o peso que ela tem sobre si.

     

    Somente cada um pode definir saudade


    Escrito por Fabio Gouvêa às 09:46
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    06/10/2008

    Mudanças no Blog

    Galera, estamos reestruturando o Blog...

    Teremos novidades nos próximos dias!

    Que acharam da nova cara?

    Abraços, Fabio Gouvêa

    Obs.: Melhor visualizado em 1024x768


    Escrito por Fabio Gouvêa às 09:58
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    03/10/2008

    Sonho de uma Flauta

    Caraca, minha vida tem trilha sonora e eu sempre tenho músicas pra determinados momentos.

    O de ontem não sei... difícil descrever, só sei que foi diferente, foi legal, conheci um bar novo na cidade (novo pra mim), o ritmo rolou solto e os assuntos fluíram. Nada como uma pessoa amiga, e assuntos tão casados.

    Sem mais o que falar, vou postar uma música que eu gosto, porque uma que descreva as sensações de ontem tá difícil.

    - Quer que eu peça o leite?

    - Que leite???

    - Aguenta mais uma?

    - Essa é a ultima né?!

    ..

    Equalize

    Às vezes se eu me distraio
    Se eu não me vigio um instante
    Me transporto pra perto de você
    Já ví que não posso ficar tão solta
    que vem logo aquele cheiro
    Que passa de você pra mim
    Num fluxo perfeito
    Enquanto você conversa e me beija
    Ao mesmo tempo eu vejo
    As suas cores no seu olho tão de perto
    e me balanço devagar
    Como quando você me embala
    O ritmo rola fácil
    Parece que foi ensaiado

    E eu acho que eu gosto mesmo de você!!!
    Bem do jeito que você é!!

    Eu vou equalizar você
    Numa frequência que só a gente sabe
    Eu te transformei nessa canção
    Pra poder te gravar em mim

    Adoro
    essa sua cara de sono
    E o timbre da sua voz
    Que fica me dizendo coisas tão malucas
    E que quase me mata de rir
    Quando tenta me convencer
    Que eu só fiquei aqui
    Porque nós dois somos iguais
    Até parece que você já tinha
    O meu manual de instruções
    Porque você decifra os meus sonhos
    Porque você sabe o que eu gosto
    E porque quando você me abraça
    O mundo gira devagar

    E o tempo é só meu
    Ninguém registra a cena de repente
    Vira um filme todo em câmera lenta

    E eu acho que eu gosto mesmo de você
    Bem do jeito que você é

    Eu vou equalizar você
    Numa frequência que só a gente sabe
    Eu te transformei nessa canção
    Pra poder te gravar em mim

     

    Bom FDS a todos! Ótima curtição.

    "O beijo é abrigo da alma" (adaptado - Mariana Mar)

     


    Categoria: Musica
    Escrito por Fabio Gouvêa às 11:07
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    02/10/2008

    Série: esportes

    Mais uma da série: Cuidado com os esportes que escolhe para praticar!

    Uma amiga veio se queixar comigo de que seu namorado não larga o futebol, a coisa tá frequente. Ela nao entra em campo mas sempre fica pra escanteio!

    Ops! Piadinha infâme, depois apanho dela. Qualquer hora acabo dançando com certas colocações. Oops! Mas não é dança não galera! É futebol, FU-TE-BOL.

    Vocês devem estar se perguntando o que há de errado com o futebol. Eu também não achava nada de errado, aliás, futebol é manía nacional, o que tem errado (além, é claro, de 11 homens de cada lado correndo atrás de, hum, uma bola!). Brincadeira, também curto uma pelada (ôôô e como curto!) rs

    De vez enquando acontecem fenômenos difamando esse esporte tão másculo. Mas não liguem não! Intriga da oposição!

    Vejam com seus próprios olhos como futebol é coisa de macho, tchê! (comentado)

    Esse nem vou comentar!

    Chega a ser romântico

    Dançando?

    Vixxxx

    Romeu e Julieta

    Carinhoso

    Coisa de Filme!

    Carinhosos

    Amorosos

    Abraço por trás

    Esse eu já vi no Cama  Sut__ rs

    Rolou Clima!

    Essas são fortes:

     

     

    Galera também não dá uma bola dentro!

    Ou não né?

    Então respondo para minha amiga: Calma! Se você souber o time que ele joga, pelo menos não vai ter perigo com xifres no futebol!!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 16:07
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

    01/10/2008

    No que está pensando?

    No que você está pesando?

    Sería tão bom se soubéssemos o que as outras pessoas estão pensando, não sería? Hum, acho que nem sempre! Mas somos curiosos! Vale relembrar o clichê "se eu fosse uma mosquinha pra ver..." rs

    Já quis muito ser uma mosca, ou algo do tipo! Mas enfim,não foi pra isso que decidi postar.

    O Link abaixo descobre - DESCOBRE - o que você está pensando, confira:

    Comigo não funfou, dei o balão nele! Aliás, adóro dar Balão, sempre curti!


    Escrito por Fabio Gouvêa às 11:13
    [ ] [ envie esta mensagem ] [ ]